SobreSites > Música e Tecnologia > Meus Artigos > Softwares de Áudio para gravação, edição e mixagem
Página Inicial do Guia
Portais de Música
Monitores de Áudio
Consoles e Mixers
Microfones e fones
Sistemas de Gravação
Samplers
Acessórios
Softwares
Lojas
Estúdios de Gravação
Cursos
Revistas
Meus Artigos
Artigos
Envie Guia por E-mail
Fale com o Editor
Outros Guias
· Guitarras
· MPB
· Hardware
· Todos os Guias
 Música e Tecnologia
Jevandro Barros
Editor do seu Guia de Música e Tecnologia na Internet
Pesquisa personalizada
ARTIGOS

Softwares de Áudio para gravação, edição e mixagem.

Atualmente existem no mercado inúmeros e interessantes softwares para se trabalhar com áudio e edição musical. Existem também softwares específicos para notação musical (confecção e edição de partituras), para gravação em estúdios, sejam eles profissionais ou Home Studios, para Dj´s, músicos em geral, para lidar com áudio e video, enfim, neste ramo a informática tem nos surpreendido a cada dia com excelentes soluções. Como nosso tema atual abrange os softwares de áudio e edição musical, irei me concentrar aqui em alguns dos mais procurados neste ramo e posteriormente, em outras colunas, falarei mais detalhadamente sobre softwares de outras áreas também ligadas à música.

Há alguns anos atrás o mercado musical era muito deficiente nesta área e muitos estúdios, desde os profissionais aos caseiros, necessitavam gastar muito verba para se obter bons equipamentos que fornecessem alta qualidade ao trabalho final executado. Dessa forma as pessoas acabavam comprando inúmeros periféricos, muitos deles caríssimos e até mesmo importados, e lotavam o estúdio com aquela parafernália incrível de equipamentos e cabos. O tempo foi passando e muita coisa mudou. Atualmente o mundo digital consegue repetir grande parte desses equipamentos em forma de Plug-ins, oriundos da tecnologia DirectX da Microsoft (para explicar de maneira bem rápida e simples, Plug-in é um “equipamento ou efeito digital” equivalente a um periférico que desempenha as mesmas funções deste, inclusive em aparência e manuseabilidade, porém através de um software) e interfaces com softwares diversos e isso trouxe para o mercado maior rapidez, qualidade e eficiência. Embora muitas dessas interfaces sejam realizadas por placas de áudio, hoje em dia elas têm pouco a ver com as antigas placas de multimídia. Utilizando-se das altas velocidades de processamento dos computadores atuais, pode-se chegar a ter, sob os mais diversos custos, ótimas configurações para os mais diversos trabalhos possíveis.

Não gostaríamos aqui de abrir uma discussão sobre o que é melhor ou pior, ou seja, entre se ter todos estes equipamentos analógicos, trabalhar com uma mescla de ambos ou puramente digital, mas sim de citar as diversas possibilidades, seus defeitos e qualidades, os prós e contras e deixar para que você, músico e internauta, através de uma avaliação entre custo, benefício e qualidade sonora, possa escolher o que melhor lhe atenderá. Da mesma forma, não iremos aqui entrar em detalhes técnicos sobre os respectivos softwares, pois isto demandaria tempo e espaço. Daremos apenas exemplos de alguns recursos apresentados nos mesmos. Os interessados poderão nos contactar para que possamos tirar as respectivas dúvidas seja através de respostas por emails, cursos particulares ou direto em nosso estúdio.

Em se tratando de estúdios profissionais a linha dos produtos ProTools, da empresa canadense DigiDesign, ainda está em alta e muitos deles ainda os utilizam para suas produções. Atualmente lançado como ProTools 24 Mix, na versão 5.1, também fornecido para PC´s, pois antigamente eram vendidos apenas para computadores Mac, oferece robustez, velocidade e uma enorme variedade de recursos. Através dele pode-se trabalhar com ou sem fita, ou seja, gravar direto no Hard Disk do micro sem perda de qualidade. Apesar de não suportar processadores como AMD Athlon ou Duron, placas mãe ASUS e diversos chips da Intel, ele se mostrou bastante eficiente em Pentiuns IV, por exemplo. Com relação aos custos, uma configuração completa com o ProTools 24 pode variar entre 30 e 40 mil dólares.

Já existe no mercado a versão ProTools LE, na mesma faixa de preços das concorrentes Delta 1010, Layla, Mona e Motu 2408, que giram em torno de mil e quinhentos dólares. Um outro ponto a se ressaltar é que esta versão não roda com os Plug-ins DirectX, ou seja, em se comparando com seus concorrentes diretos, os quais a maioria aceitam estes Plug-ins, seu custo benefício ainda se mostra elevado demais para uma tecnologia que, a cada dia, se tem uma novidade. Tudo depende do investimento que se quer fazer e do retorno esperado.

Existem outros softwares que trabalham também com gravação, edição e mixagem, como por exemplo o Sonar da Cakewalk, o Samplitude da SEK'D, o Cubase da Steinberg, o Logic da Emagic, o Vegas da Sonic Foundry, o Cool Edit da Syntrillium e o SAW da IQS, todos em uma mesma faixa de preços, variando apenas as configurações extras e Plug-ins instalados.

Para exemplificar um pouco mais o que estes softwares possuem e podem fazer, mostrarei abaixo alguns dos recursos do SONAR da Cakewalk, o qual consideramos se um dos mais completos e promissores em se tratando de tecnologia em áudio, qualidade, rapidez, facilidade de manuseio e custo.

O SONAR, programa baseado para gravação em HD, da Twelve Tone Systems, foi lançado para substituir o Cakewalk versão 9, pois a empresa, após inúmeras mudanças, resolveu não simplesmente chamá-lo de Cakewalk Pro Audio 10, como fazia com as outras versões. Além de todos os recursos de gravação multipista e edição de áudio e do seqüenciador MIDI, já presentes no popular Cakewalk Pro Audio, o novo SONAR traz uma grande quantidade de inovações, como a construção e edição de loops de áudio, controle, processamento e monitoração de sinais na entrada e na saída, endereçamento e automação de efeitos e sintetizadores virtuais, infinitas pistas (dependendo da velocidade do HD), melhorias na automação da mixagem e na visualização das janelas.

Ele agrupa as funções de gravação de áudio e MIDI com uma grande quantidade de ferramentas de criação e edição de loops: mudanças de tempos e de afinações (pitch) em tempo real; possui uma janela tipo Explorer para acesso direto aos arquivos de áudio; compatibilidade com o software ACID, com os loops tocando no andamento do projeto; combinação de infinitos loops numa mesma pista; edição de tempos individuais dos loops para criação de um groove ou suingue individual; importação e criação de loops do tipo Power FX.

Exemplo do TTS-1 Módulo de ritmos do SONAR

Exemplo da TTS-1 Mesa de som do SONAR

  • Sintetizadores em software. Os novos programas sintetizadores DXi são baseados também na tecnologia DirectX. Desenvolvidos por diversos fabricantes, recriam, melhoram os sons de velhos sintetizadores e permitem a programação de novos sons com versatilidade e integração ao sistema de áudio e MIDI. Seguindo os passos dos plug-ins de áudio DirectX, que vêm substituindo o uso de processadores em formato rack (periféricos), os instrumentos DirectX são uma tendência irreversível que deve esvaziar ainda mais as estantes dos estúdios. Agora, implementados no carro-chefe da família Cakewalk, os sintetizadores virtuais devem se popularizar e multiplicar de vez.





Um órgão B4 DirectX, da Native Instruments .

Atualmente o músico ou produtor pode ter a seu alcance todos estes recursos e repetir em suas gravações os mesmos sons de diversos equipamentos e instrumentos, inclusive aqueles antigos como os órgãos da marca Hammond, os DX7 da Yamaha, os Mini Moog, M1 da Korg, etc.




Sintetizador DreamStation no estilo analógico, como um Minimoog.

Outros recursos encontrados no SONAR são:

•  Automação dos efeitos de áudio, a qual pode ser feita em tempo real através dos plug-ins de efeitos e demais processadores de áudio, usando DirectX 8.

•  Monitoramento de efeitos ao vivo. Com a nova tecnologia WDM (Windows Driver Model) da Microsoft pode-se monitorar os efeitos em tempo real nas entradas e saídas, com baixa latência. Isto permite por exemplo endereçar uma reverberação “fantasma” para o fone de um cantor, sem gravar o efeito, ou gravar um instrumento com compressão e noise gate, por exemplo.

•  Ferramentas de edição. A janela Explorer facilita as operações de arrastar e soltar arquivos com o mouse. A mixagem conta com uma quantidade potencialmente ilimitada de pistas, dependendo só da velocidade ou da taxa de transferência do HD, e de efeitos em tempo real, estes dependendo da velocidade da CPU. São ao todo 16 mandadas auxiliares e até 64 mandadas coletivas ou subgrupos virtuais. O programa permite a edição não-destrutiva dos dados de áudio e MIDI, como também o crossfade automático de trechos de áudio superpostos, bastando arrastar com o mouse o início de um sobre o final de outro. Os eventos da automação da mixagem podem ser copiados, colados e editados.

•  Plug-ins MIDI. Uma variedade de efeitos e outros recursos para o seqüenciador MIDI vem incluída no pacote do SONAR. O Session Drummer auxilia na programação de bateria e vem com uma biblioteca de diversos estilos musicais. O NTONYX Style Enhancer humaniza a interpretação das pistas MIDI em tempo real, baseado em vários estilos de performance instrumental, como solos de guitarra, metais e outros. Com o Rhythm'n'Chords, da MusicLab, basta teclar a cifra de um acorde e selecionar um padrão rítmico e o programa cria sua pista de guitarra base ou violão. O MusicLab VeloMaster é um processador dinâmico, como um compressor das notas MIDI, e o Fixed Length comprime as durações das notas. Ainda da MusicLab, o Looper cria e edita loops MIDI. Fora isso, o Sonar vem ainda com vários outros plug-ins MIDI: arpejador, quantização, Delay, transposição de tom, controle de velocity , analisador de acordes e filtro de eventos MIDI.

Enfim, é um software podereso e que possui vários recursos que muitos músicos levavam horas para conseguir ou a preços exorbitantes.

Gostaria aqui também de registrar e deixar claro, como profissional do ramo, que muitas têm sido as tentativas para se melhorar os trabalhos nos estúdios de gravação, seja através de novos softwares ou equipamentos, bem como pelo aperfeiçoamento dos próprios produtores e músicos. Mesmo assim uma boa formação, através de cursos, workshops, com a própria experiência adquirida ao longo dos anos e com a troca de experiência entre colegas do ramo sempre se faz necessária. Digo isso pois existem muitas pessoas que ainda abusam da tecnologia e boa vontade dos outros para criarem “possíveis clientes” e ganhar dinheiro rapidamente sem a devida qualificação. Com o avanço tecnológico e a rápida troca de informações através da internet, não basta ter apenas as ferramentas adequadas para se trabalhar, sem considerar toda a infra-estrutura indispensável para gravações, mixagens e masterizações, mas também, formação, criatividade, musicalidade e, principalmente, responsabilidade para se manter o mercado em plena competitividade, com ética e competência.

Espero que esta coluna inicial sirva tanto como fonte de consulta para leigos e experts, como para levantar diversos temas e discuss ões, e que possamos trazer aos leitores um pouco de nossa experiência adquirida no ramo da música, seja tocando, compondo ou produzindo, de forma a agregar valor e conhecimento a todos os interessados.

Um grande abraço e até a próxima.

Fontes de consulta e links interessantes para pesquisas sobre este tema:

www.quanta.com.br (site da Quanta Brasil, empresa que comercializa diversos produtos voltados para áudio, video, estúdios, músicos, etc.)

www.cakewalk.com (site da empresa Twelve Tone Systems, proprietária do software Cakewalk, que comercializa produtos para músicos, estúdios, DJ´s, etc.)

www.synthzone.com (site global com diversas informações sobre música e tecnologia)

www.sonicfoundry.com (site da empresa Sonic Foundry, que comercializa, entre outras coisas, softwares de áudio e plug-ins voltados para música e áudio)

www.motu.com (empresa fabricante de softwares para música e tecnologias para gravaç ão de áudio)

www.midiman.net (empresa que comercializa placas de áudio e periféricos em geral)

www.homestudio.com.br (site de Sérgio Izecksohn com diversas informações sobre música, tecnologia musical, gravações, cursos, etc.)

www.digidesign.com (empresa voltada ao ramo de produç ão de áudio digital e forma ç ão de profissionais em diversas áreas das indústrias fonográfica e cinematográfica)

www.native-instruments.com (site com diversas informações sobre áudio, instrumentos, placas de som, plug-ins, etc.)

www.fruityloops.com (site da Image-Line Software sobre o fruityloops e suas diversas aplica ções)

www.midisolutions.com (empresa voltada para produtos e interfaces MIDI em geral)

www.waves.com (empresa que desenvolve placas de áudio, softwares, plug-ins e periféricos em geral)

www.musitec.com.br (site sobre música e tecnologia que abrange uma excelente revista e diversos links sobre estes temas)

www.audiolist.cjb.net (site sobre áudio com diversos assuntos, grupos de discuss ão, cursos, etc.)

Observações finais:

•  Muitos dos sites acima indicados estão em inglês devido a serem o sites oficiais das empresas fabricantes, onde as informações obtidas serão, com certeza, de total confiabilidade;

 

 

Jevandro Barros.

Projeto SobreSites | Sala de Imprensa | Usabilidade
Política de Privacidade | Condições de Uso | Torne-se Editor